Fatec Cuiabá e Senai Sinop recebem premiação nacional do Desafio Senai de Projetos Integradores

08/07/2020 - 14h02

As duas propostas de Mato Grosso vencedoras do Desafio Senai de Projetos Integradores 2019 receberam a premiação da competição. As iniciativas ‘Proteja – Garantia do uso de EPI´s na Indústria’, da Faculdade de Tecnologia Senai Cuiabá (Fatec Senai), e ‘Quality System’, do Senai Sinop, conquistaram as primeiras colocações em suas categorias e foram contempladas com capacitação técnica e cursos de qualificação.

Ao todo foram inscritos 1.634 soluções, um número 30% superior à edição anterior, e mais de oito mil alunos de todo o Brasil estiveram envolvidos nos projetos. O resultado oficial foi anunciado em março.

A proposta Proteja – Garantia do uso de EPI´s na Indústria foi classificada em primeiro lugar na categoria Alunos dos Cursos Superiores. O projeto foi conduzido pelos alunos Rafael Cosmo e Breno Morais, sob a orientação dos professores Fahim Elias Rihbane e Abraão Nazário.

De acordo com o orientador da equipe, Fahim Elias Rihbane, o objetivo foi criar um sistema para aumentar a eficiência no monitoramento em tempo real, de forma automatizada, utilizando inteligência artificial no processamento de imagem.

“O dispositivo é capaz de reconhecer se o colaborador está fazendo uso do EPI, emitindo um alerta e armazenando hora e imagem da irregularidade. O resultado é a redução de custo e preservação da vida, garantindo as normas e eficiência da segurança do trabalho”, argumenta.

O primeiro lugar também foi conquistado na categoria Alunos dos Cursos Técnicos de Nível Médio, com a proposta Quality System, do Senai Sinop. A equipe vencedora é composta pelos estudantes Ezequiel Massola, Claudemir Benati, Martins Mendes, Claudemir Vaz, Maro Aurélio Martins e Rodrigo Mendes; e pelos orientadores Sheila Katie e Américo Koji Tangi Junior.

Sheila Katie explica que o projeto foi inspirado pela normativa do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) sobre a fabricação de copos plásticos descartáveis, tendo em vista as várias reclamações dos consumidores.

“Com isso, os alunos tiveram a ideia de desenvolver o sistema que utiliza sensores no processo de fabricação que identificam os copos com defeito, descartando-os durante o processo produtivo. O resultado evita que os copos defeituosos cheguem ao consumidor final, além de reduzir a quantidade de material plástico descartado no meio ambiente”.

Premiação

Como prêmio as instituições receberão capacitação na temática inovação e educação no valor de até R$ 7 mil cada uma, a ser selecionada pelas escolas. Já os estudantes e orientadores serão premiados com curso presencial ou a distância no valor de até R$ 3 mil.

Para Fahim Rihbane, o desenvolvimento de projetos é de extrema importância acadêmica para aprendizado dos alunos, professores e trabalho em equipe.

“Estamos propondo soluções para problemas reais, que podem se tornar um novo serviço ou produto para a comunidade, contribuindo para desenvolvimento local e/ou do país e gerando valor. Além disso, preparando nossos alunos para o mercado de trabalho e incentivando a empreender. E este prêmio demonstra que estamos no caminho certo, que somos capazes de proporcionar e desenvolver com qualidade e eficiência suficiente para competir em nível nacional”.

Para a diretora regional do Senai Mato Grosso, Lélia Brun, o prêmio é uma oportunidade para os estudantes trabalharem suas habilidades técnicas e teóricas. “O desafio fortalece a formação de profissionais cada vez mais preparados para o mercado de trabalho e demanda projetos estruturados e viáveis. Neste sentido, nossos instrutores e orientadores atuam para a integração entre o Senai e a indústria, teoria e a prática e a interdisciplinaridade entre as áreas”.

O desafio

O Desafio Senai de Projetos Integradores é uma iniciativa presente no Brasil inteiro para desenvolver em seus alunos a capacidade de trabalhar em grupo, propor ações inovadoras e pensar de forma empreendedora. Essas competências são requeridas nas organizações, onde o trabalho em equipe com profissionais de diversas áreas tem se mostrado fundamental para o sucesso de uma ação.

Para a etapa regional, os alunos de cada unidade devem formar equipes envolvendo, no mínimo, dois cursos diferentes, para a apresentação de soluções inovadoras para problemas reais da indústria. Os estudantes precisam elaborar projeto, protótipo e apresentação.

Acompanhe o Sistema Fiemt nas redes sociais:

Sistema FIEMT / SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Centro Político Administrativo - Cuiabá - MT / CEP 78049-940