Senai MT recupera respiradores e entrega a hospitais da capital e interior

27/04/2020 - 08h53

Os primeiros cinco respiradores que receberam manutenção pela equipe do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Mato Grosso (Senai MT) foram devolvidos a dois hospitais de Cuiabá e um de Mirassol D’Oeste. Os equipamentos são utilizados para o tratamento de pessoas internadas em estágio avançado da Covid-19.

A instituição integra uma rede nacional de manutenção de respiradores e firmou, ainda, uma parceria com o Tribunal de Contas do Estado (TCE MT) para compra de insumos necessários para realizar a ação.

O responsável pela engenharia clínica do Hospital Estadual Santa Casa, José Roberto Filho, informou que o hospital já entregou sete equipamentos para o Senai fazer a manutenção. Três deles já foram consertados e estão em funcionamento.

“Esses respiradores estavam parados e, em menos de uma semana, nós já temos três equipamentos a mais à disposição para eventuais pacientes que precisarem. A agilidade de colocar esses equipamentos em funcionamento foi muito rápida. Então, para nós foi espetacular essa parceria”.

Outro ponto destacado por ele é o quanto essa ação com o Senai MT contribui para salvar vidas.  “Hoje temos a economia de comprar as peças para esses respiradores. E, o mais importante ainda, vamos salvar vidas porque esses equipamentos são de suma importância para aqueles pacientes que já estão em um estágio mais avançado da Covid-19”, destacou José Roberto.

A expertise do Senai Mato Grosso foi um diferencial para integrar a rede nacional de manutenção de respiradores, tanto que o estado é o único em todo o país a possuir duas unidades participando da ação – Várzea Grande e Rondonópolis. No sul do estado, a equipe já está trabalhando na recuperação de oito equipamentos do Hospital Regional de Rondonópolis.

“Foi identificado em uma primeira demanda que, no Brasil, havia 3.600 respiradores e ventiladores parados. Então, foi realizada uma capacitação do Senai Nacional com os nossos instrutores de mecânica, eletrônica, eletromecânica para entender como funciona a manutenção dos respiradores. Temos diretamente envolvidos cinco pessoas. Mas, indiretamente, temos todo o departamento da unidade operacional, como compras, logística. Além de  parceiros como Energisa e a Futura trabalhando juntos”, garantiu o gerente do Senai Várzea Grande, Helton Reis.

Veja como foi a entrega dos primeiros equipamentos:

O pré-cadastro do TCE-MT identificou, no estado, 87 equipamentos de hospitais públicos com necessidade de manutenção.  Contudo, até o momento, o Senai já tem demanda de 140 equipamentos, o que deve aumentar com o passar dos dias.

“É um orgulho poder contribuir de forma tão significativa com o enfrentamento dessa pandemia. Disponibilizamos a nossa infraestrutura e todo conhecimento técnico necessário para atuar nas mais diversas áreas e garantir que Mato Grosso vença essa batalha”, disse a diretora regional do Senai MT, Lélia Brun.

Combate ao coronavírus – O Sistema Fiemt, por meio do Senai MT, também está fabricando 1 milhão de máscaras de proteção por mês para os profissionais de saúde do estado. A parceria com o Governo de Mato Grosso conta com cerca de duzentos profissionais de costura, que se revezam em três turnos para produzir equipamentos essenciais para enfrentar a pandemia causada pelo novo coronavírus. A instituição doará, ainda, 1 mil protetores faciais de acetato para reforçar a proteção dos trabalhadores que atuam nos hospitais.

Além disso, o Senai MT construiu e entregou, para hospitais de Cuiabá, quatro protótipos de cápsulas de oxigenação para isolamento individual de leitos. Os equipamentos, ainda em teste, podem reduzir o tempo de internação de pacientes da covid-19 e também a necessidade de encaminhamento à UTI –além de proteger os profissionais de saúde.

Acompanhe o Sistema Fiemt nas redes sociais:

Sistema FIEMT / SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Centro Político Administrativo - Cuiabá - MT / CEP 78049-940