Empresa de MT participa de live nacional para apresentar resultados da consultoria recebida pelo Conexão Senai

15/07/2020 - 15h38

Foram prorrogadas até 24 de julho as inscrições para a 2ª chamada da consultoria gratuita para empresas fabricarem, ampliarem ou adequarem linha de produção para equipamentos de proteção individual (EPIs). O edital Conexão Senai oferta 350 vagas de mentoria com duração de oito horas. Nesta quinta-feira (16/07), a empresária mato-grossense, Adriana Prass, participará de uma live nacional para falar sobre os resultados que obteve com a consultoria. O encontro será às 9h (horário de MT) pelo Facebook e Youtube do Senai.

A abertura será feita pelo diretor de Operações do Senai, Gustavo Leal; pelo gerente-executivo Marcelo Prim e pela gerente Vanessa Canhete, da Unidade de Inovação e Tecnologia. Na live, Adriana estará junto com empresários de Goiás, Paraná, Rio de Janeiro e do Ceará. Todos participaram da primeira chamada do Conexão Senai.

Adriana Prass, da Hora H Malhas e Confecções, é empresária na cidade de Diamantino (MT). Após a pandemia, a fabricação de máscaras foi a alternativa encontrada para manter as portas abertas. Com a consultoria, fornecida por meio do Instituto Senai de Tecnologia de Mato Grosso, ela se adequou às normas sanitárias e também desenvolveu um novo produto – o tapete higienizador.

“Procuramos inovar e melhorar para nos manter no mercado, e estamos conseguindo isso. E o programa nos ajudou muito”, ressaltou a empresária. De acordo com o gerente de Tecnologia e Inovação do Senai MT, Valdir de Souza Júnior, a consultoria amplia as possibilidades para as empresas do estado superarem a crise.

“A empresa pode descobrir uma nova oportunidade de faturamento, por meio de uma atividade que antes ela não tinha ou, no momento, pode estar paralisada. Com a consultoria, é possível retomar com um novo produto que não demande muito investimento, apenas adaptando aquilo que a empresa já tem”, esclarece.

Plano de Ação

Os consultores do Instituto Senai de Tecnologia ajudam as empresas a criar um plano de ação para realizar o trabalho, orientam sobre as especificações técnicas exigidas na fabricação de cada item conforme resoluções e consultas à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), bem como a adequação das instalações do processo produtivo. Sugerem ainda linhas para financiamento caso seja necessário algum investimento.

O Senai Nacional já selecionou 250 indústrias que decidiram fabricar máscaras de uso geral e cirúrgicas; protetores de acetato do tipo faceshield; antissépticos, entre outros produtos de prevenção à Covid-19. As empresas escolhidas localizam-se em 17 unidades da Federação: 34 são do Ceará, 32 do Paraná, 32 de Mato Grosso, 30 da Paraíba, 25 de Goiás, 22 de Pernambuco, 18 do Rio Grande do Norte, 16 de Minas Gerais, 15 de São Paulo, oito do Rio Grande do Sul, seis do Piauí, seis do Rio de Janeiro e duas do Espírito Santo. As demais selecionadas são de Tocantis, Bahia, Acre e Distrito Federal.

Acompanhe o Sistema Fiemt nas redes sociais:

Sistema FIEMT / SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Centro Político Administrativo - Cuiabá - MT / CEP 78049-940